Arquivos
 10/07/2016 a 16/07/2016
 12/04/2015 a 18/04/2015
 22/03/2015 a 28/03/2015
 15/03/2015 a 21/03/2015
 01/03/2015 a 07/03/2015
 22/02/2015 a 28/02/2015
 15/02/2015 a 21/02/2015
 01/02/2015 a 07/02/2015
 25/01/2015 a 31/01/2015
 18/01/2015 a 24/01/2015
 04/01/2015 a 10/01/2015
 30/11/2014 a 06/12/2014
 16/11/2014 a 22/11/2014
 02/11/2014 a 08/11/2014
 26/10/2014 a 01/11/2014
 14/09/2014 a 20/09/2014
 31/08/2014 a 06/09/2014
 20/07/2014 a 26/07/2014
 13/07/2014 a 19/07/2014
 06/07/2014 a 12/07/2014
 08/06/2014 a 14/06/2014
 04/05/2014 a 10/05/2014
 20/04/2014 a 26/04/2014
 16/03/2014 a 22/03/2014
 02/03/2014 a 08/03/2014
 23/02/2014 a 01/03/2014
 29/12/2013 a 04/01/2014
 08/09/2013 a 14/09/2013
 21/07/2013 a 27/07/2013
 07/07/2013 a 13/07/2013
 05/05/2013 a 11/05/2013
 31/03/2013 a 06/04/2013
 17/03/2013 a 23/03/2013
 16/12/2012 a 22/12/2012
 18/11/2012 a 24/11/2012
 23/09/2012 a 29/09/2012
 29/07/2012 a 04/08/2012
 15/07/2012 a 21/07/2012
 03/06/2012 a 09/06/2012
 15/04/2012 a 21/04/2012
 18/03/2012 a 24/03/2012
 04/03/2012 a 10/03/2012
 26/02/2012 a 03/03/2012
 19/02/2012 a 25/02/2012
 16/10/2011 a 22/10/2011
 04/09/2011 a 10/09/2011
 31/07/2011 a 06/08/2011
 19/06/2011 a 25/06/2011
 09/08/2009 a 15/08/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 29/06/2008 a 05/07/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 03/12/2006 a 09/12/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Rock Brado
 


Vilipendiando as capas – 5 e a fundação da R.O.U.B.O.

O “Rock Brado” tem uma missão histórica: resgatar o verdadeiro espírito do Rock. Essa é uma luta intensa que O Eremita trava diariamente e que deve se tornar muito mais forte quando eu descobrir qual é o verdadeiro espírito do Rock. O Rock, que já foi um instrumento de rebeldia dos jovens, não só por meio da música, como pelas mudanças de comportamento: inconformismo e busca de valores mais espirituais e menos materiais. Muita gente já pesquisou e escreveu tratados sobre a fundação da cultura do Rock. Ninguém se especializou tanto quanto o cientista político, sociólogo e pedofóbico franco-escocês Pierre Ribamar MacDonald, que após profundas pesquisas concluiu que o Rock’n’Roll como movimento cultural puro e espontâneo começou precisamente às 14h32 no primeiro dia do longínquo abril de 1955, na escola de podologia de Overlie, estado de Utah, Estados Unidos. Foi quando acidentalmente uma das alunas ligou o toca-discos da escola na tomada errada, que tinha voltagem maior do que a normalmente usada. Isso fez com que, durante alguns segundos um velho disco de Blues do cantor “Billy Blind Knot” fosse em reproduzido em velocidade mais rápida do que o normal. Naqueles poucos segundos uma plateia formada por 14 estudantes e o zelador da escola testemunharam o nascimento do Rock’n’Roll. Dali para ele se espalhar para o resto do mundo (o Rock e não o zelador) foi apenas uma questão de tempo. Ainda segundo Pierre Ribamar, não demorou muito para que o Rock fosse absorvido pelo mercado e se tornasse mais um produto de consumo. Segundo seu último estudo publicado na revista voltada aos intelectuais chamada “Pretty boring”, a absorção da cultura Rock deu-se precisamente às 14h32 do primeiro dia do distante maio de 1955, quando ele se tornou mais um item dominado pela indústria cultural. Pierre aponta que essa indústria foi a “Ventisilva Ventiladores”, que na época começava a diversificar seu portfólio. Desde então, o Rock vem servindo como instrumento de enriquecimento de muitos. Todas as possibilidades de ganhar dinheiro explorando o nome “Rock” vem sendo usadas. Poucos são os organismos de resistência a essa prostituição do espírito fundador do Rock. A última contagem mundial apontou que o conjunto desses paladinos tem apenas sete elementos, entre eles, este pedestre blog, o “Rock Brado”. Num ato político e de demonstração de força e de pedotrofia, essas sete entidades resolveram criar um cartório para dar um jeito nisso tudo, moralizando o Rock. Trata-se do “Rock Union on Benefit  Organisation – ROUBO”. A ROUBO já começou a agir e está deixando a todos preocupados com certas regras de controle e higiene. São muitas e em breve estará disponível para a venda o manual de conduta da ROUBO, que custará um preço exorbitante, mas justo. Como este é um dos primeiros instrumentos de divulgação da ROUBO, aqui vão algumas das novas regras:

1) Chega de capas iguais! Os casos de capas de discos que copiam outras chegaram a um ponto inaceitável. Aqui mesmo neste blog já tratei de casos assim (veja os demais itens da série “Vilipendiando as capas”) e aqui seguem mais cinco casos, desta vez mostrando as inspirações no tema “foto embaixo d’água” (é, eu sei, não entrou a do Nirvana). Daqui em diante, todas as capas de discos de Rock terão que passar pelos analistas da ROUBO, que farão uma avaliação comparativa e decidirão se ela poderá ser liberada ou não. Tudo isso após o pagamento de uma taxa simbólica, porém abusiva.

  

 

2) Nomes de bandas – os nomes de bandas também serão regulados. Nomes idiotas, por exemplo, não serão permitidos. Se a ROUBO existisse na década de 60, nomes como “The Doors” (“Os portas”) nunca teriam existido. A primeira medida do comitê que autoriza os nomes é impedir novas bandas começadas por “Black”. Todos do comitê entendem que já esgotou o uso do adjetivo, depois de tantos “Black Sabbath”, “Black Oak Arkansas”, “Black Crowes”, “Black County Communion” Black isso e Black aquilo. Usem outra cor! Outra coisa que não poderá mais acontecer é reaproveitar nomes de bandas. Se os músicos dissolverem as bandas, o nome morre junto. Essa história de bandas que não tem mais ninguém da formação original vivo e que voltou a tocar usando o nome antigo porque o maquiador ainda é o mesmo que trabalhou na capa do último disco acabou. Não poderão acontecer mais os absurdos do tipo voltarem com o Thin Lizzy após a morte do Phil Lynott ou lançarem um disco da Alex Harvey Band SEM o Alex Harvey! Também não pode mais bandas que se dividem em duas ou mais e todas usam o mesmo nome, só acrescentando um complemento para diferenciar, como acontece com o Wishbone Ash (outro nome que também não passaria pelo crivo da ROUBO).

3) Logotipos -  existe uma divisão da ROUBO especializada na liberação de logotipos. Aqueles usados por bandas de Heavy Metal e que forem considerados ilegíveis serão proibidos. Todos os demais logos passarão por um exame da equipe de artistas gráficos da ROUBO e, após pagarem uma quantia extorsiva, porém módica, eles poderão ser usados.

4) Merchandising – este ramo do Rock é o que mais está fora de controle. Fica difícil querer controlar ou restringir abusos de patrocínios de coisas quando existem no mercado  cervejas do Iron Maiden (é verdade, vi à venda no mercado Boa, de Jundiaí!), jogo do banco imobiliário do Metallica (esta é incrível, mas também é verdade!) ou caixões do Kiss (verdade, de novo). Mas, para ter um mínimo de moralidade, há um veto para novos merchandisings. Como quase tudo já foi usado pelas bandas para ganharem dinheiro, por enquanto os vetos se resumem às dobradiças, laxantes e defensivos agrícolas. Quem quiser asspciar o nome da banda a produtos como esses deverá protocolar um pedido à junta burocrática dos tabeliães da ROUBO, que vai avaliar e mediante o depósito de um valor iníquo, porém moderado, não vai fazer nada.

Gostou? Então associe-se à ROUBO. Para ser nosso associado é simples. Basta ter dinheiro. Há uma entrada e parcelas mensais, semestrais, anuais e rateios. Vale lembrar que sabemos onde você mora, o nome das pessoas da sua família e ficamos tristes quando alguém recusa ser nosso associado, mostrando falta de respeito com a nossa peditória organização.



Escrito por cucci às 17h23
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]